23 de novembro de 2016

Uma mãe. Um menino. Um milagre.

23 de novembro de 2016
Uma manhã como outra qualquer... será mesmo?

Já amanheceu!?
Essa luz nos meus olhos... Acho que vou levantar antes que minha mãe venha me acordar.
Fome... será que ela já levantou?
Humm... melhor ir ver...
 
"Mãeeeee... mãeeeee..."
Nada no quarto...
"Mãe...?"
Nada na sala...
 
Hummm... que cheiro é esse? Parece... parece pão...
Humm... que fome...
Vou ver a cozinha!
Olha ela ali cozinhando. E parece pão. Nossa, tem peixe também.

Mãe: "Filho... filho..." Menino: Mãe, bom dia! Já estou acordado.
Mãe: Filho, pega a cesta e guarde esses pães e os peixes nela. Vamos sair, e vamos precisar de mantimentos.
Menino: Tudo bem mamãe, vou guardar agora mesmo.

Nossa... que gostoso esse pão da mamãe.
Agora que já comi, vou guardar as coisas que ela pediu.
Mas para onde será que vamos?
...ei, que barulho é esse?
Vem lá de fora... uau... quanta gente...
O que será isso? E pra onde eles vão?
Quem será aquele homem que vai á frente dessa multidão? Será que mamãe sabe?

Mãe: vamos filho... Ele chegou!
Menino: Ele? Quem mamãe?
Mãe: venha filho e você verá.
Menino: vamos....

...nossa, que caminhada... já tem quase uma hora que estamos andando e só tem subida...!
Ufa... paramos... olha, aquele parado no meio desse povo todo não é o homem que ia na frente?
Vou chegar perto pra ouvir o que ele está falando...
...algumas horas depois...
 Nossa, que homem sábio... Ele fala tão bem... parece que estou até mais leve, só de ouvir Ele falar...
  E esses outros homens com Ele? O que será que estão perguntando pra Ele?
Hã? Eu ouvi alguma coisa sobre comida... será que Ele está com fome? Será que posso oferecer algo pra Ele? Será que mamãe se importaria?
  Os homens estão caçando comida... Vou falar com eles que eu tenho.
 Aquele moço me viu... está me chamando...
Por quê estão me levando para o líder deles?
  O que será que eles querem... será que querem a comida que mamãe e eu trouxemos?
Vou falar com Ele, e ver se é isso...


Menino: Moço, eu só tenho 5 pães e 2 peixinhos. 

 Mas se estiver com fome posso repartir com o senhor.
...o Homem pega a cesta do menino e começa a partir os pães e os peixes. Colocando os pedaços repartidos em cestos para distribuir para a multidão...
 Nossa... o que Ele está fazendo? Ele quer dar essa comida pra esse povo enorme aqui?
  Mas espere... como Ele está conseguindo encher outros cestos com o que eu dei?
Eram 5 pães e 2 peixes, e agora Ele está multiplicando tudo... o povo todo está comendo...
 Sobrou mais cestos... uau... de uma cestinha Ele conseguiu alimentar essa multidão toda e ainda sobrou esses 12 cestos de comida...

Menino: Mãe... Quem é Ele? Como Ele fez isso?
Mãe: Filho... esse é o Mestre dos mestres!



Referência ao texto bíblico de Mateus 14:15-21.