20 de fevereiro de 2017

Poema de um errante - Andrick Silva

20 de fevereiro de 2017
 Poema de um errante

Sobe ou Desce?
Quem te vê, verá
Quem não vê, também verá
Alto és sem duvidar

Se te iluminam, brilha
Se cortam, fica ilhado
Sem preço ou sem valor
Nada corta seu esplendor

Fui te ver, sem saber
Nada disse à ti
Sem saber, fui te ver

Belo és e não nego
Me dê um abraço
Simples e singelo

Autor: Andrick Silva